O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica, PPGEE-UFPA, convida toda a Comunidade Acadêmica e a quem mais interessar à participar das Defesas de Dissertações de Mestrado e Teses de Doutorado, bem como Exames de Qualificação para o Doutorado, que se realizarão neste mês de Janeiro dando início às nossas Atividades Acadêmicas.

Para maiores informações consulte nossa Agenda de Defesas e venha prestigiar nossos Mestrandos e Doutorandos.

 

A Coordenação.

A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica (PPGEE/UFPA) tem a satisfação de informar que sob a Coordenação do Professor Dr. Carlos Renato Lisboa Francês, foi criado o Laboratório de Tecnologias Sociais (LTS), como o mais recente laboratório de pesquisa vinculado à área de concentração de Computação Aplicada do PPGEE/UFPA.

O LTS é um laboratório com atuação interdisciplinar e multi-institucional, que agrega pesquisadores e instituições de diversos perfis e natureza, tendo como base a utilização de modelos matemáticos e computacionais para solução de problemas do mundo real. São exemplos de áreas de atuação do LTS: energia, saúde pública, seguridade social, meio ambiente, educação e inclusão digital.

Brevemente informaremos os URLs para que seja possível o acesso neste site.

 

O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica (PPGEE) da Universidade Federal do Pará está comemorando 30 anos de existência, e foi realizada uma cerimônia na manhã desta quinta-feira, 15 de dezembro. O evento aconteceu no auditório do Instituto de Tecnologia (ITEC/UFPA), a partir das 10h30.

No evento comemorativo, foi feita uma apresentação que mostrou o histórico do programa, uma mesa de pronunciamentos e algumas homenagens. A professora Emília Tostes, responsável pela apresentação, destacou o orgulho em fazer parte da equipe. “É um orgulho de quem quer fazer a diferença e trazer a mudança para a Região Amazônica na área de Engenharia Elétrica”, disse.

A composição da mesa foi a seguinte: o pró-reitor de Pesquisa da UFPA, professor doutor Rômulo Simões, que estava representando o reitor, Emmanuel Tourinho; o professor Newton Soeiro, diretor- adjunto do Instituto de Tecnologia (ITEC/UFPA); e o professor Evaldo Gonçalves Pelaes, coordenador do PPGEE.

Os professores Evaldo e Newton destacaram, em suas falas, a importância da Engenharia Elétrica e do programa para a Universidade Federal do Pará. “É muito bom trabalhar em equipe, e ainda temos muita coisa pela frente”, disse o coordenador do programa, professor Evaldo Pelaes. Já o pró-reitor Rômulo Simões parabenizou o PPGEE pelos números apresentados e pelo trabalho em equipe: “Fico feliz e emocionado ao participar deste evento. É um privilégio servir a universidade em que me formei”, destacou. Ao final do evento, foi realizada uma apresentação musical.

As homenagens foram direcionadas ao professor Aldebaro Barreto da Rocha, que orientou o maior número de dissertações de mestrado; ao professor João Crisóstomo Albuquerque Costa, que orientou o maior número de teses de doutorado; aos professores Tadeu Medeiros Branco, Gervásio Protásio Cavalcante e Jurandyr Nascimento Garcez, que fundaram o programa, à Secretaria do PPGEE e ao professor Evaldo Gonçalves Pelaes, pela coordenação do programa.

PPGEE – O programa busca formar recursos humanos qualificados, além de promover a pesquisa e o aprofundamento de estudos técnicos, científicos e sociais na Amazônia e no Brasil, dentro de um contexto globalizado, observando a melhoria da qualidade de vida na região. O PPGEE estrutura-se em três áreas de concentração: Sistemas de Energia Elétrica (sistemas de potência, fontes renováveis e controle e automação), Computação Aplicada (redes e sistemas distribuídos e inteligência computacional) e Telecomunicações (eletromagnetismo aplicado e processamento de sinais).

De acordo com a vice-coordenadora do PPGEE, Emília Tostes, o programa desempenha um papel fundamental na formação de recursos humanos em nível de pós-graduação, na área de Engenharia Elétrica, o que pode ser constatado pelo número significativo de profissionais formados que atuam como disseminadores de conhecimentos científicos e tecnológicos em instituições de ensino e pesquisa e em empresas na Região Amazônica. “Pelas suas coordenadas históricas e pela localização na região territorial em que se encontra, o PPGEE já nasceu predestinado a um relevante papel no apoio ao desenvolvimento regional”, disse.

Conquistas - Nos trinta anos de atividade, o programa realizou diversas conquistas e fez parceria com universidades de todo o Brasil e de outros países. Ainda de acordo com a coordenação, o programa trabalha para ser uma referência regional na formação de profissionais, com capacitação de maior densidade, mais envolvidos e preparados para enfrentar os novos desafios da realidade tecnológica na Amazônia e no Brasil. Durante esse tempo de atuação, já foram defendidas mais de 500 dissertações e mais de 150 teses, além de ser considerado o primeiro e melhor Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica da Região Amazônica.

 

Texto: Elisa Vaz – Assessoria de Comunicação da UFPA

Informamos que devido a queda de uma fase de energia no prédio do CEAMAZON, o local do Evento de Comemoração dos 30 anos do PPGEE foi alterado para o Auditório do ITEC, hoje 15/12/2016 às 10:30h.

Secretaria PPGEE

O Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica (PPGEE) da Universidade Federal do Pará está comemorando 30 anos de existência. Durante esse tempo de atuação, já foram defendidas mais de 500 dissertações e mais de 150 teses, além de ser considerado o primeiro e melhor Programa de Pós-Graduação em Engenharia Elétrica da Região Amazônica.

O programa busca formar recursos humanos qualificados, além de promover a pesquisa e o aprofundamento de estudos técnicos, científicos e sociais na Amazônia e no Brasil, dentro de um contexto globalizado, observando a melhoria da qualidade de vida na região.

Áreas de concentração - Na busca desses objetivos, o PPGEE estrutura-se em três áreas de concentração: Sistemas de Energia Elétrica (sistemas de potência, fontes renováveis e controle e automação), Computação Aplicada (redes e sistemas distribuídos e inteligência computacional) e Telecomunicações (eletromagnetismo aplicado e processamento de sinais).

O programa tem tradição de liderança regional em ensino e cooperação em pesquisa e serviços com empresas e indústrias, o que tem contribuído para a modernização do parque industrial paraense, por meio da formação de recursos humanos qualificados. A intensa produção científica dos professores do curso garante o alto nível acadêmico, enquanto a cooperação mantida com as mais destacadas instituições de ensino e pesquisa em Engenharia Elétrica do Brasil e do mundo conferem um caráter contemporâneo à formação do aluno.

De acordo com Maria Emília Tostes, vice-coordenadora do PPGEE, o programa desempenha um papel fundamental na formação de recursos humanos a nível de pós-graduação na área de Engenharia Elétrica, que pode ser constatado pelo número significativo de profissionais formados que atuam como disseminadores de conhecimento científico e tecnológico em instituições de ensino e pesquisa e em empresas na Região Amazônica. “Pelas suas coordenadas históricas e pela localização na região territorial em que se encontra, o PPGEE já nasceu predestinado a um relevante papel no apoio ao desenvolvimento regional”, disse.

Conquistas - As principais conquistas do programa nesses 30 anos de atividade foram consolidação de linhas de pesquisa; criação de novos laboratórios, grupos de pesquisa e núcleos de integração; produção científica e tecnológica com publicações nacionais e internacionais em revistas, conferências, simpósios, seminários, workshops, etc.; estabelecimento de parcerias, ampliação de área física, modernização de infraestrutura computacional e aquisição de equipamentos e softwares; contratação de docentes e ampliação do número de pesquisadores de produtividade em pesquisa e produtividade tecnológica; participação destacada de seus docentes na liderança de projetos nacionais e regionais e em ações estratégicas da UFPA para a integração com a indústria e o desenvolvimento tecnológico regional; entre muitas outras.

Ainda de acordo com a coordenação, o programa trabalha para ser uma referência regional na formação de profissionais, com capacitação de maior densidade, mais envolvidos e preparados para enfrentar os novos desafios da realidade tecnológica na Amazônia e no Brasil. Para celebrar os 30 anos de atuação, será realizada uma cerimônia comemorativa do programa, no auditório do Ceamazon, no dia 15 de dezembro, a partir das 10h30.

Texto: Elisa Vaz – Assessoria de Comunicação da UFPA